justiça

É necessário que tenhamos a postura corretíssima dos fortes! Não é invadindo prisões que se castigam criminosos. Nada mais falível e relativo do que esta justiça humana condecorada pela metafísica com o qualificativo de absoluta.

— Euclides da Cunha em carta ao redator do jornal O Tempo, Rio de Janeiro, 20 de janeiro de 1894

Anúncios